Jejum intermitente emagrece?

por Elisangela Moraes
Jejum intermitente emagrece?

O jejum intermitente é uma das tendências de saúde e fitness mais populares do mundo. Então, confira por que esse método é tão famoso e saiba se o jejum intermitente realmente emagrece.

Publicidade
Jejum intermitente emagrece?

 

Publicidade

Outras sugestões:

 

O que é o jejum intermitente?

O jejum intermitente é um padrão alimentar que alterna entre períodos de jejum (não alimentação) e alimentação.

Neste método, os alimentos que você deve comer não são especificados, como, por exemplo, nas dietas convencionais, mas sim quando você deve comer. 

Os métodos comuns de jejum intermitente envolvem jejuns diários de 16, 24 e até 48 horas, duas vezes por semana.

O jejum é uma prática comum ao longo da evolução do ser humano. Por exemplo, os antigos caçadores não tinham supermercados, geladeiras ou comida disponível o ano todo e a todo momento. 

Sendo assim, ficavam muito tempo sem comer. Então, nosso corpo evoluiu para sermos capazes de sobreviver sem alimento por um longo tempo. 

Bacana, né? Acreditem, jejuar de vez em quando é mais natural para nosso corpo do que comer 3 ou 4 refeições por dia.  

Além disso, temos nos lembrar ,também, que o jejum é, frequentemente, feito por razões religiosas, como no islamismo, judaísmo, cristianismo e budismo.

 

Benefícios do jejum intermitente

Jejum intermitente emagrece?

O jejum intermitente é conhecido por trazer vários benefícios para a saúde, além do emagrecimento. Então, confira alguns deles:

 

Melhoria da Sensibilidade à Insulina

O jejum intermitente pode melhorar a sensibilidade à insulina, ajudando no controle do açúcar no sangue.

 

Promove a saúde do coração

O jejum pode diminuir fatores de risco cardiovascular, como, por exemplo, pressão arterial, colesterol e triglicerídeos.

 

Melhora o desempenho cerebral

O jejum intermitente traz efeitos positivos na saúde cerebral e reduz o risco de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer.

 

Acelera o metabolismo

O jejum intermitente pode levar a mudanças metabólicas que promovem a queima de gordura. Dessa forma, auxilia na perda de peso.

 

Reduz a Inflamação

O método pode ajudar a reduzir a inflamação no corpo, o que está ligado a várias doenças crônicas.

 

Como fazer jejum intermitente

Existem várias formas de fazer o jejum intermitente, e todas envolvem dividir o dia ou a semana em períodos de alimentação e não alimentação. Isto é: durante os períodos de jejum, você come muito pouco ou nada. 

É recomendado, nos períodos de jejum, nunca ingerir alimentos com calorias, dando preferência por água, chás e café sem açúcar. 

Estes são os métodos mais populares:

 

O método 16/8: Também conhecido como protocolo Leangains, envolve pular o café da manhã e restringir seu período de alimentação a 8 horas diárias. Como, por exemplo, do meio-dia às oito horas da noite.

 

Comer-Parar-Comer: Isso envolve jejuar por 24 horas, uma ou duas vezes por semana. Por exemplo, não comer do jantar de um determinado dia até o jantar do dia seguinte.

 

A dieta 5:2: Neste método, você consome apenas 500-600 calorias em dois dias não consecutivos da semana, mas come normalmente nos outros 5 dias.

Todos esses métodos devem causar perda de peso, pois reduzem a ingestão diária de calorias, (desde que você não compense comendo muito nas janelas de alimentação)!

Muitas pessoas acham o método 16/8 o mais fácil e mais sustentável. É também o mais popular.

 

O que comer depois do jejum intermitente?

As refeições pós-jejum precisam conter gorduras boas como nozes, castanhas, sementes e peixes. Além disso, a proteína não pode ficar de fora, por isso, coma carnes magras, como frango e patinho. 

As frutas e verduras também são uma excelente opção.

 

O jejum intermitente emagrece?

Sim, o jejum intermitente emagrece, pois ele causa uma redução na ingestão total de calorias. 

Além disso, ao limitar o tempo disponível para comer, as pessoas muitas vezes consomem menos alimentos, levando a um déficit calórico e, consequentemente, à perda de peso.

Além da diminuição de ingestão de calorias, o jejum intermitente promove a queima de gordura e, ao mesmo tempo, ajuda a preservar a massa muscular. Isso tudo favorece a composição corporal.

No entanto, vale lembrar que o jejum não é milagroso e o emagrecimento pode variar de pessoa para pessoa. 

A qualidade nutricional das refeições durante a janela de alimentação é de extrema importância. Se as escolhas alimentares não forem saudáveis e equilibradas, os benefícios para a  sua saúde podem ser menores.

Antes de iniciar qualquer alteração na sua dieta, é importante consultar um profissional de saúde capacitado.

Post relacionados

Deixe um comentário

Dicas e Receitas no whatsapp!